top of page
Vista aérea do rio

Blog

Projeto sobre bacia hidrográfica do Rio Sergipe é destaque durante o XXV SBRH

Projeto sobre bacia hidrográfica do Rio Sergipe é destaque durante o XXV Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos

Pesquisa é fomentada por meio do edital Fapitec/Seduc 02/2022

A Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe (Fapitec/SE), órgão vinculado à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia (Sedetec), está presente no XXV Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos, evento que acontece durante toda a semana no Centro de Convenções, AM Malls, em Aracaju. Em seu estande, a Fundação expõe projetos desenvolvidos por meio de editais e que envolvem a temática dos recursos hídricos.


Na manhã desta segunda-feira, 20, o projeto ‘Análise interdisciplinar e ação protagonista dos estudantes do Centro de Excelência Santos Dumont em regiões hidrográficas do Rio Sergipe’ foi um dos destaques. Contemplado por meio do edital Fapitec/Seduc 02/2022 - Programa de Apoio a Projetos de Desenvolvimento do Ensino na Escola - Bolsas de Iniciação Científica Júnior, o projeto objetiva analisar as condições históricas de ocupação e socioambientais em diferentes regiões da bacia hidrográfica do Rio Sergipe e assim embasar atividade de ação e de intervenção no contexto atual.


Segundo o professor de Biologia e pesquisador Daniel Freitas, a ideia do projeto surgiu a partir da observação do Rio Sergipe, em Aracaju, no qual foi constatada a presença de lixo, sujeira e esgoto.

“Resolvemos fazer essa pesquisa para analisar como anda a situação da bacia de maneira geral, inclusive, não só a parte natural, mas o olhar da sociedade sobre o rio. Percebemos também um desconhecimento da população sobre aspectos históricos e naturais do rio, desconhecimento até dos pescadores que utilizam a bacia”, pontuou o professor.

A estudante do 2ª série Letícia Barbosa, que é bolsista do projeto, completou que a ideia é conscientizar a população sobre o Rio Sergipe, um dos mais importantes do estado e cuja bacia é relativamente grande, em comparação ao território sergipano.

“Muitas pessoas não conhecem e não sabem a importância desse rio. Primeiramente, fizemos um trabalho de pesquisa em livros, e depois partimos para o trabalho de campo, para falar com os pescadores”, explicou a estudante.

O presidente da Fapitec/SE, Alex Garcez, acompanhou o evento nesta segunda-feira, quando afirmou que é gratificante poder disponibilizar no espaço do Governo a exposição de projetos apoiados pela Fapitec/SE.

“Para os pesquisadores e estudantes é uma oportunidade única de poder mostrar seus trabalhos para os visitantes de todo país”, destacou.

Fonte: ASN




11 visualizações0 comentário

Kommentare


bottom of page