top of page
Vista aérea do rio

Blog

Vencedores do Prêmio ANA 2023 recebem troféu em noite de gala em Brasília


Os(as) vencedores(as) das dez categorias do Prêmio ANA 2023 foram anunciados(as) pela Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) na noite desta quarta-feira, 6 de dezembro, em cerimônia realizada em Brasília com transmissão ao vivo pelo canal da Agência no YouTube. O Prêmio ANA é uma das mais tradicionais premiações voltadas aos recursos hídricos no Brasil e acontece desde 2006 com o objetivo de reconhecer o mérito de iniciativas que se destaquem pela excelência de sua contribuição para a promoção da segurança hídrica, da gestão e do uso sustentável dos recursos hídricos.


Também busca estimular soluções voltadas à melhoria e ampliação dos serviços públicos de saneamento básico, visando ao desenvolvimento sustentável do Brasil. Realizado há 17 anos pela Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico, o Prêmio ANA já contabilizou mais de 3,5 mil trabalhos inscritos e premiou 58 projetos, de todas as regiões do Brasil, que se destacaram pela sua contribuição ao desenvolvimento do País a partir de boas práticas no cuidado de suas águas.


Os(as) ganhadores(as) receberam o Troféu Prêmio ANA 2023 e poderão utilizar o Selo Prêmio ANA: Vencedor. Saiba mais sobre cada um desses trabalhos vencedores e sobre os finalistas no catálogo com detalhes das ações desenvolvidas, que representaram todas as regiões do Brasil. Além dos vencedores, os outros dois finalistas de cada uma das dez categorias (20 projetos) terão o direito de usar o Selo Prêmio ANA: Finalista para demonstrarem o reconhecimento da premiação às boas práticas que os levaram à fase final do Prêmio. Foram dez categorias em disputa: Governo; Empresas de Micro ou de Pequeno Porte; Empresas de Médio ou de Grande Porte; Organizações Civis; Educação – Ensino Fundamental, Médio e Educação não Formal; Educação – Ensino Superior e Pesquisa; Comunicação – Mídia Audiovisual; Comunicação – Mídia Impressa ou Sonora; Organismos de Bacias; e Entidades Reguladoras Infranacionais do Setor de Saneamento Básico.



Conheça os(as) vencedores(as) por categoria:


  • Governo: JARDINS FILTRANTES DO RIACHO PAJEÚ, EM SOBRAL (CE): APLICAÇÃO DE SOLUÇÕES BASEADAS NA NATUREZA PARA O SANEAMENTO (Prefeitura Municipal de Sobral/Secretaria do Urbanismo, Habitação e Meio Ambiente – SEUMA) – Sobral (CE);

  • Empresas de Micro ou de Pequeno Porte: SISTEMA INTELIGENTE PARA MANEJO DE IRRIGAÇÃO (Raks Tecnologia Agrícola) – São Leopoldo (RS);

  • Empresas de Médio e de Grande Porte: REPLANTANDO VIDA (Companhia Estadual de Água e Esgotos – CEDAE) – Rio de Janeiro (RJ);

  • Organizações Civis: CAPTAÇÃO DE ÁGUA DA CHUVA PARA PRODUÇÃO DE ALIMENTOS SAUDÁVEIS (Centro de Educação Popular e Formação Social – CEPFS) – Teixeira (PB);

  • Educação – Ensino Fundamental, Médio e Educação não Formal: ÁGUA PARA VIDAS SECAS (Maria Claudia Minozzo Poletto, do Colégio Rainha da Paz) – São Paulo (SP);

  • Educação - Ensino Superior e Pesquisa: METODOLOGIA DE SIMULAÇÃO INTEGRADA DAS REDES URBANAS DE DRENAGEM PLUVIAL E ESGOTAMENTO SANITÁRIO (Antonio Krishnamurti Beleño de Oliveira, da Universidade Federal do Rio de Janeiro) – Rio de Janeiro (RJ);

  • Comunicação – Mídia Audiovisual: BARRAGEM SUBTERRÂNEA: A ÁGUA QUE NÃO SE VÊ DÁ VIDA À PLANTAÇÃO – PROGRAMA GLOBO RURAL (César Dassie, da TV Globo) – São Paulo (SP);

  • Comunicação – Mídia Impressa ou Sonora: MAPA DA ÁGUA (Ana Lima de Souza Aranha, do Repórter Brasil) – São Paulo (SP);

  • Organismos de Bacias: SÉRIE DE REPORTAGENS DO COMITÊ DO RIO PARANAPANEMA (Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Paranapanema) – Marília (SP);

  • Entidades Reguladoras Infranacionais do Setor de Saneamento Básico: PROGRAMA DE REDUÇÃO DE PERDAS (Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento do Rio Grande do Sul – AGESAN/RS) – Porto Alegre (RS).

Participaram da cerimônia o diretor-presidente interino da ANA Filipe Sampaio, os diretores da Agência Ana Carolina Argolo e Mauricio Abijaodi, além do diretor interino Nazareno Araújo. A diretora-presidente da ANA Veronica Sánchez da Cruz Rios, que está de licença maternidade, também compareceu ao evento. Ainda participaram o secretário nacional de Segurança Hídrica, Giuseppe Vieira, representando o ministro da Integração e do Desenvolvimento Regional, Waldez Góes; a ministra do Meio Ambiente e Mudança do Clima substituta, Anna Flávia Franco; o diretor-presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (CODEVASF), Marcelo Moreira; o Secretário de Estado de Turismo do Distrito Federal, Cristiano Araújo; entre outras autoridades.


A 8ª edição


Em 2023, foram recebidas 618 inscrições de todos os estados e do Distrito Federal, que passaram pela análise da Comissão Julgadora. Os critérios de avaliação dos trabalhos levaram em consideração os seguintes aspectos: efetividade, inovação, impactos social e ambiental, potencial de difusão, sustentabilidade, adesão social e aderência aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU). Para as categorias de Comunicação, o critério de sustentabilidade não foi aplicado.


A Comissão Julgadora foi presidida pelo diretor da ANA Filipe Sampaio, sem direito a voto. Os(as) demais integrantes foram a promotora de justiça do Estado de Goiás e membro auxiliar da Comissão do Meio Ambiente do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), Tarcila Gomes; o chefe de gabinete da Diretoria de Administração do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), Sérgio Carazza; a gerente do Departamento de Desenvolvimento Sustentável da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), Anícia Pio; o diretor executivo da Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA), Carlos Lazary Teixeira; a coordenadora geral de Educação Ambiental para a Diversidade e Sustentabilidade do Ministério da Educação, Rita Silvana; o ex-diretor-presidente da ANA, Jerson Kelman; o jornalista Matheus Leitão Netto; a CEO do Grupo Metrópoles de Comunicação, Lilian Tahan; o presidente da Rede Brasil de Organismos de Bacias Hidrográficas (REBOB), Lupércio Ziroldo; e a diretora do Centro de Regulação em Infraestrutura da Fundação Getúlio Vargas (CERI/FGV), Joísa Dutra.


São apoiadores desta 8ª edição do Prêmio ANA: a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), a Confederação Nacional da Indústria (CNI), o CNMP, a FIESP, a Parceria Global pela Água (GWP na sigla em inglês), o Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU), o SEBRAE e a Secretaria de Turismo do Distrito Federal.


Assessoria Especial de Comunicação Social (ASCOM)Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA)(61) 2109-5129/5495/5103


Fonte: ANA

34 visualizações0 comentário

Yorumlar


bottom of page