top of page
Vista aérea do rio

Blog

Sergipe inicia discussão para elaboração do Plano Estadual de Mudanças Climáticas

Iniciativa que estabelece medidas e mecanismos para neutralizar as emissões de gases do efeito estufa

O Governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente, Sustentabilidade e Ações Climáticas (Semac), inicia as discussões para construção do Plano Estadual de Ação Climática (PLAC) de Sergipe, iniciativa que estabelece medidas e mecanismos para neutralizar a emissões de gases do efeito estufa.


Nesta sexta-feira, 1º, o Grupo de Trabalho (GT) de mudanças climáticas da Semac iniciou a rodada de diálogos e troca de conhecimentos com a Fundação Estadual de Meio Ambiente de Minas Gerais (Feam).

Durante a reunião, que contou com a participação dos meteorologistas da Semac, Overland Amaral e Wanda Tathyana de Castro, os técnicos da Feam explicaram como se deu a elaboração do Plano Estadual de Ação Climática, lançado em dezembro de 2022, que estabelece medidas para neutralização da emissão de Gases de Efeito Estufa (GEE) até 2050.


Além de Minas Gerais, outros estados brasileiros, como São Paulo e Pernambuco, já possuem a regulamentação por meio de planos ou como políticas públicas.


A secretária de Estado do Meio Ambiente, Sustentabilidade e Ações Climáticas, Deborah Dias, destacou a importância desse alinhamento institucional no sentido de avançar no plano sergipano.

“Ao conhecer mais sobre como os demais estados organizam os seus planos, conseguimos estudar a melhor forma de elaborar o nosso, cumprindo assim uma das metas de gestão para o enfrentamento às mudanças climáticas”, enfatizou, garantindo que a construção do plano será amplamente discutida com as instituições, municípios e sociedade civil.

A atuação colaborativa e multidisciplinar das diversas entidades será o segundo passo na elaboração do Plano que direcionará as ações do Estado rumo ao desenvolvimento de uma economia verde de baixo carbono, capaz de garantir a resiliência necessária às mudanças climáticas.


Dentro desse conjunto de medidas, incluído a Política Estadual das Mudanças Climáticas, Sergipe pretende também implantar a Rede Estadual de Monitoramento da qualidade do ar, para acompanhar e controlar as emissões atmosféricas; fomentar, junto a todos os setores produtivos, bem como no ambiente público a reutilização e reciclagem de materiais usados, além de estimular no ambiente da administração pública a redução do uso de energia, e o estímulo ao uso de fontes energéticas renováveis, como a energia solar e do vento.

“Nossa intenção é ainda firmar parcerias e/ou convênios com terceiro setor para aceleração no cumprimento dos objetivos da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU), garantindo a proteção ao meio ambiente e promovendo uma ampliação nas políticas de enfrentamento às mudanças climáticas”, finalizou a secretária Deborah Dias.

FONTE: Governo de Sergipe


4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page